Um tema que é muito falado quando se começa no trabalho de freelancer, é a prospeção de mercado: onde posso procurar bons clientes, com dimensão e sérios que possam pagar o meu valor e dar valor ao que fazemos?

Muitas pessoas começam com bases de dados que compram, a fazer mail marketing e vão gerando o funil. Claro que cada um tem de fazer o que acredita, mas hoje, com o RGPD e com todo o spam que recebemos diariamente no nosso e-mail, muitos e-mails ficam encravados em caixas de spam e mesmo de promoções e não são lidos.

Por onde começar a ser freelancer?

Por onde quer começar? Por empresas que admira, que conhece e com as quais quer trabalhar. Não lhe parece bem? A nós parece.

Se admira uma empresa e quer trabalhar com ela, comece a persistir: Linkedin para saber quem trabalha lá e como chegar à fala com quem o/a pode contratar e website para estudar a cultura, princípios, valores e tudo o que o possa ajudar no pitch inicial. Depois isso é persistir todos os dias para ser notado.

Este princípio aplica-se às empresas com as quais quer trabalhar. Não apenas a uma, mas a todas e quaisquer empresas com as quais queira trabalhar.

Por onde continuar a ser freelancer?

Tem imensas boas plataformas de freelancing onde pode fazer bons pitchs. Recomendamos muito a Indústria Criativa pelo conceito justo e equitativo que tem no acesso aos pitchs com empresas.

Há, no entanto, plataformas menos justas e menos equitativas. Terá de analisar o que lhe serve e o que poderá testar sem custos elevados e ter retorno. Plataformas a custo zero não vai encontrar.

Quer trabalhar internacionalmente?

Prospeção internacional é excelente. Se sabe falar bem inglês e mais línguas, invista fora! Para além das plataformas de freelancing, há imensas empresas boas com as quais poderá colaborar. O segredo da prospeção será sempre: trabalhar com empresas que admira e acredita e claro, persistir até que percebam o seu valor e paguem pelo seu valor.

E para o Pitch?

O pitch não tem nada de maior! Então, os elementos são: tem de ser curto, tem de ser objetivo, tem de ser personalizado/humano/com a sua marca; tem de ter qualidade; tem de ter “montra” para que possam perceber o que faz e como faz. De resto? Deixe a sua criatividade e trabalho falar por si! Nós estaremos sempre aqui para as suas dúvidas. Boas prospeções!